24.7.05

vida de cachorro

vida de cachorro
tu quando queres, dormes
eu quando quero dormir, a mulher vem me acordar para o filho acalentar
quando tu morre, morres
quando morro, desço sem mulher a prestar contas a lucifer

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início