6.5.05

O primeiro dia do inverno

O céu está escuro
E não mais se vê borboletas a lhe colorir
A linha que cerca o mar sumiu
Num degradê acinzentado
Com o arame que finda o mesmo céu

Este mês começou assim
Antecipando o inferno
Expirando tudo o que havia de mais puro
Em um simples caminhar num dia calmo

Mas junho ainda estar por vir
Com ele os fogos
E o frio quentinho das fogueiras de São João
De onde eu nasci

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início