12.5.05

Furto em 1º Grau

Ai meu grande amor
Você me deixou
Deixou meu coração partido
Em pedaços miúdos
Dos tipos churrascos de gato
Se por um lado a via é mão
Por outro talvez não

És por ser assim
Tão malvada
Que nunca me deixaste
Chamar-te de anjo
Pois que hoje e agora
Eu me lembro
Você dizia:
"De anjo eu não tenho nada"

Sábias foram as palavras de tua mãe
A um dia me chamar de lobo solitário
E noutro te chamar de coração de pedra
Pois foi que eu te encantei e te roubei
Agora que estás encantada
A ti me roubaram

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início