14.2.05

Reformulando o parafraseado

O Poeta fingi sentir a dor que ele fingi que não sente...

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início