9.1.05

Às vezes nos é melhor acreditar na mentira das ações de uma pessoa, do que na verdade propriamente dita. Deixar que o sentimento de inocência fale mais alto, se é que este pode ser tido como sentimento ou se pode ser dito que fala. Por exemplo, se te falam que a pessoa X agiu de forma Y, você acredita que foi por motivo Z, pura e simplesmente para não se dar ao trabalho de ter que se sentir triste por aquela pessoa X ter agido de forma Y com uma suposta pessoa A ou B ou C ou até mesmo você. Por fim, acabamos virando advogado de defesa daquela pessoa e o pior, também fazemos papel de promotoria.

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início