23.1.05

Eu não aguento mais esse coração partido, essa angústia sufocando no peito, os olhos lacrimejando e a corisa constante. Eu não aguento mais isso que rasga por dentro, sem dó, nem piedade. Essa dor incessante e essa perturbação mental. As incertezas cada vez mais certas e esse algo na cabeça que insiste em martelar. Eu não aguento mais pedir pra parar de ouvir teu choro, pra parar de acordar teu sono ou para apagar esse fogo. Não aguento mais estas despedidas infinitas e essa vontade de querer ser e estar só. Não aguento mais não saber quando entendes o que eu digo ou quando apenas sai pelo outro ouvido, a resposta das incríveis perguntas de como nos resolver. Eu não aguento mais olhar a ponta da faca e não espetar-me. Eu não aguento mais tentar desatar essa corda que nos laça com um nó de marinheiro.

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início