18.8.04

Improviso Involuntário

E vê você chegando assim
Logo nesse momento tão confuso
Faz-me querer ter ainda mais coragem
Como se eu tivesse a certeza
De que poderia me apoiar em teu ser

Mas longe disso
Continuo rodopiando
Sem saber ao certo
Se devo seguir
Essa minha certeza incontestável

E assim vou fingindo
De paradoxo em paradoxo
E ela me pede para não chorar
Mesmo sabendo que posso impludir

Então não posso cobrar
Então não posso fugir
Tenho que parecer forte
Logo eu, froxo que sou
Tenho que permanecer forte
Aos olhos de alguém

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início