22.4.03

em algum lugar distante da ponte de travessia longa, reside uma senhora de modos simples, de áurea clara e sorriso elegante, essa senhora às vezes movimenta-se de seu hábitat para conversar com alguns habitantes deste mundo paralelo, ontem nós conversamos por uma tarde inteira, ela me ensinou mil coisas novas e me fez sentir mais mil coisas velhas, novamente ela diferenciou-me as teorias sobre fantasia e ilusão (as quais sempre tenho medo de confundir) e presenteou-me com prazeres de todos os mundos, juntos nunca caixa velha, de detalhes rústicos e cheiro de jasmim, tão logo caiu a noite, a senhora fez questão de partir, porém deixou algo tão forte, tão rico e ao mesmo, tão inexplicável... essa senhora, essa senhora... às vezes a chamo de alegria, ontem preferi felicidade.

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início