12.3.03

cérebro de marfim

o cosmo em seu movimento involuntário
os reflexos formando constelações
o obscuro, as névoas, o buraco negro
a certeza de tantas vidas
trazendo um vazio de solidão
as cores e suas frequências mais baixas
a gravidade em zero, beirando menos 1
as espaçonaves naturais
roubando pedidos sinceros
o roxo, o verde-loudo
degradados cinzas cintilantes
os astros e seus nomes de deuses
e seus mascotes
e suas alianças
a ficção relançada dos livros
os movimentos de rotação e translação
o repetido mostrando novos detahes
a primeira explosão de fogos de artifícios
a segunda chuva na terceira nuvem

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início