14.3.03

anarriê

você é uma crinça sem medo
daquele meu samba enredo
formigando no coração

crescer a arte do meu desejo
paisagem de um sertanejo
onde tem água também tem sertão

vencer quebrando os azulejo
chora criança sem medo
do samba enredo
do meu samba enredo

vai passar
a nuvem e a guilhotina
pula menino e pula menina
nasci da fogueira de um são joão

anavantur
anarriê

e olha a cobra e olha a cobra
anarriê
e olha a chuva e olha a chuva
anarriê

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início