25.2.03

suprimento parcional,
fruta madura para o coração


por onde andará a fantasia que um dia perdi?
onde será que eu perdi?
quando foi que cresci o suficiente
para esquecer como é bom ser criança?
como é ser criança?

as estrelas que vi
estão acima do céu
eu estou abaixo do céu
do seu do céu seu

por onde andará a felicidade que te prometi?
quando foi que prometi?
quando foi que menti o suficiente
para que não acreditassem mais em mim?
quando foi que aprendi a mentir?

as cachoeiras que senti
estão na mente do céu
eu estou abaixo da mente
onde estou seu

marquei meu pensamento com desejo
com seu desejo de mim
com meu desejo de ti
marquei com febre quente
do suco de veneno de escorpião

abraçamos nossos lábios
beijamos nossos corpos
senti-me nos novamente
pelo triplo, mas não pelo dobro

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início