27.2.03

felicidade controlada
em velocidade máxima


como na sombra de um gavião
olhos nos olhos desta lucidez
loucura vem com cifras de felicidade
e cheques sem fundo de insensatez
o relógio de pulso
embriagado pelo sangue de run
de qualquer dos dois pulsos
cantar como se deve cantar
até dançar como se deve morrer

0 De lírio(s):

Postar um comentário (Comentar)

<< Início